No Amapá, PROS lança pré-candidatura de Jaime Nunes ao Senado 

Com a presença do vice-presidente nacional do PROS, Moacir Bicalho e do presidente estadual do PROS no Amapá, vereador Acácio Favacho, ocorreu nesta última quarta-feira, 14, o lançamento da pré-candidatura ao Senado Federal, do empresário amapaense Jaime Nunes.

A mega festa organizada pelo diretório estadual do PROS, foi estimada em duas mil pessoas entre simpatizantes, filiados, pré-candidatos, empresários e autoridades políticas.

“O nível de organização e mobilização do PROS no Amapá me impressionou. Volto encantado com essa grande festa organizada pela PROS com a presença maciça da população amapaense”, relata Moacir Bicalho.

Moacir Bicalho diz que o PROS tem se colocado a disposição da sociedade brasileira com propostas e idéias inovadoras. E tem como objetivo ajudar na construção de um país melhor. “A modernidade na política brasileira tem sido um víeis cada vez mais utilizado para alcançarmos o resgate e a credibilidade na política nacional”.

Jaime Nunes, que disputa pela primeira vez uma vaga para o Senado Federal, agradeceu pela calorosa receptividade e justifica que tenta a vaga de senador, por compreender que pode contribuir muito mais com o desenvolvimento econômico, social e político doEstado.

Agradecimentos– O pré-candidato ao Senado Federal também agradeceu ao presidente estadual do PROS no Amapá, vereador Acácio Favacho, por se acreditar com o nome construído e reconhecido pela integridade. O que lhe credencia para disputar o cargo de senador pelo Partido Republicano da Ordem Social.

“Acredito no PROS, nas lideranças que estão à frente deste partido no Estado e sei que juntos podemos ajudar a construir um Amapá melhor”.

Acácio Favacho, que ainda irá se lançar a pré-candidatura a deputado federal está confiante na pré-candidatura de Jaime Nunes e na conjuntura política para as eleições gerais deste ano.

“O desafio é grande. Mas temos confiança em Deus e sei que com o apoio de todos, do nosso grupo e da população, teremos êxito em nosso projeto”, confia Acácio Favacho.

Os organizadores estimam que 80% da classe empresarial do Amapá prestigiou o evento. São empresários que contribuem para o  desenvolvimento econômico e geração de empregos e renda para a o Estado.

Apoio– Entre os políticos que prestigiaram a festa estavam, o governador Waldez Góes (PDT), perfeitos de Santana Ofirney Sadala (DC) os pré-candidatos ao Senado Federal, Lucas Barreto (PTB) e Gilvam Borges (MDB) e Jorge Amanajás (PPS) os  deputados estaduais Pedro da Lua (PSC), Jaci Amanajás (MDB) Raimunda Beirão( PMB)  e Doutor Furlan (PTB), vereadores de Macapá Ruzivan Pontes (Solidariedade), Diogo Senior (PMB), Victor Hugo (PV), Auciney Maciel (PSDB), Pastor Didio Silva (PRP), Rayfran Beirão (PR), Marcelo Dias (PPS) e Japão Baia (PDT), presidente da Câmara Municipal de Oiapoque,  vereador José Nazareno Rodrigues (PROS) e o vereador Climar Fonteneles (Avante) também de Oiapoque, e o Doutor Alberto Negrão do município de Santana entre outras personalidades.

Assessoria de Comunicação/PROS/AMAPÁ.

 

 

No Amapá, empresário Jaime Nunes anuncia lançamento de sua pré-candidatura ao senado

O empresário Jaime Nunes fará o lançamento oficial de sua pré-candidatura ao Senado Federal nesta quinta-feira, 14. O evento acontece às 18 horas, no espaço Mont Blanc Recepções, situado à Avenida Ana Nery, 904, bairro Laguinho.

Jaime Nunes disputa o Senado Federal pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS). Além de contar com o apoio da militância e da base do PROS, Jaime Nunes busca apoio de amigos, familiares e de grupos de empresários que militam no comércio amapaense, e que também contribui com o desenvolvimento social, emprego e econômico do Estado.

PROS– O vereador Acácio Favacho (PROS), presidente estadual do partido, diz que hoje o PROS tem o melhor nome para disputar o senado federal pelo Amapá. “O nosso partido tem musculatura suficiente para disputar cargos eletivos no Senado Federal, Câmara Federal e Asembleia Legislativa, nas eleições gerais deste ano”.

“Jaime Nunes é um visionário. Ele tem experiência e já provou que tem competência como administrador, empreendedor e militante político”, completa Acácio Favacho.

Perfil – Jaime Nunes é o líder de uma Holding das mais fortes na Amazônia, que envolve o Grupo Domestilar, grupo de lojas de departamentos, supermercados atacadistas, distribuidora de congelados e embutidos, além de logística de transportes e mais recentemente comunicações.

Ele se destaca como forte liderança empresarial há quarenta anos no Amapá, sempre muito cortejado para entrar para a política partidária.

Em Macapá, passageiros reclamam de poça de água e lama no terminal do Marabaixo 3 

Usuários de ônibus dos bairros Marabaixo 3 e Jardim América (Marabaixo 4), zona oeste de Macapá, reclamam de uma enorme poça de água e lama no entorno do Terminal de Passageiros, localizado na divisa dos dois bairros.

Os passageiros pedem com urgência a execução dos serviços de terraplanagem e asfaltamento de todo o entorno do Terminal de Ônibus, haja vista que a lagoa formada no local tem dificultado o acesso das pessoas ao terminal e aos ônibus que ficam estacionado no terminal.

Segundo os moradores, o problema se agrava com o período de inverno, transformando o trecho em uma verdadeira lagoa a céu aberto.

Reclamação– A moradora do Jardim América Kelly Clicia Miranda Negrão diz que com a poça de água e lama ao redor do terminal, tem prejudicado passageiros, vendedores ambulantes e os demais transeuntes que utilizam aquele local para pegar ônibus todos os dias. “Caso a Prefeitura de Macapá não tenha condições de fazer o serviço, que o Governo do Estado faça então, afinal somos moradores e pagamos nossos impostos em dia”.

Na opinião de Selma Aires Paula, também do Jardim América, além da situação precária das ruas e avenidas no entorno do terminal, a falta de fiscalização nos ônibus e a  a péssima qualidade dos ônibus, torna o serviço de transporte público da zona oeste, um dos piores da capital.

Em Macapá, Ypiranga e Santos se enfrentam nesta quarta-feira pela final do Amapazão  

Acontece nesta quarta-feira, 6, as primeiras partidas entre os times do Ypiranga e Santos, pelo final do Campeonato Amapaense de Futebol Profissional, o Amapazão e do Campeonato Amapaense de Futebol sub-14, o Amapazinho, entre os times São Paulo e Esporte Clube Macapá.

Os jogos vão acontecer no Estádio Olímpico Zerão. A partida entre São Paulo e Esporte Clube Macapá terá inicio às 18h30. O jogo entre Ypiranga e Santos começa às 20h30.

Público–  A Federação Amapaense de Futebol (FAF) tem a expectativa de um público expressivo para assistir  as partidas desta quarta-feira. “Este é o papel da FAF incentivar o futebol amapaense e contribuir com o desenvolvimento deste esporte no Estado”, destaca o diretor-administrativo da FAF, Neto Góes.    

 

 

No Amapá, igreja Lagoinha Macapá sedia neste final de semana, Conferência do Espírito Santo

 

Por Germana Duarte/Jornalista

Nos dias 07, 08 e 09 de junho, a capital Macapá sedia a “Conferência do Espírito Santo, com o tema: Identidade.

Leivison Rosa, pastor e professor do Seminário Teológico Carisma da Igreja Batista Lagoinha de Belo Horizonte é o convidado especial para palestrar ao lado do Pastor Adriano Alex e do líder da Juventude Lagoinha Macapá Obede Campos. Haverá ainda apresentações dos Ministérios de Louvor, Dança e Teatro da Lagoinha Macapá, e na sexta feira, adoração com Josiel Serrão.

Objetivo– O evento é destinado a todos os cristãos, independente de congregações e religiões. O tema deste ano, busca trazer a verdadeira identidade cristã, não apenas terrena, mas aquela concedida por Deus. Por meio do conhecimento e revelação da palavra do evangelho, trazendo maturidade e firmamento a igreja, em tempo de crescimento e intimidade com o Senhor.

Programação– A programação acontece no prédio da Igreja Batista Lagoinha Macapá, situado à Avenida Henrique Galúcio, Nº 121, no Centro. O evento inicia na quinta-feira, 7, de 19 às 22 horas, com credenciamento, sexta e sábado prossegue no mesmo horário com entrada franca.

Bruno Mineiro visita a 1ª. ExpoBúfalo e defende investimentos na economia bubalina do Amapá

O empresário e ex-deputado estadual, Bruno Mineiro, esteve participando na noite desta quarta-feira (30), da abertura da 1ª. ExpoBúfalo do Amapá, no parque de exposições da Fazendinha, em Macapá.

O evento realizado pelo Governo do Estado tem o objetivo de apresentar o potencial da criação bubalina no estado, assim como incentivar investimentos na área de criação e melhoramento genético.

Bruno Mineiro, que é filho de empresário desta área, e profundo conhecedor do assunto, defende maior incentivo aos criadores de búfalos no Amapá, principalmente após o Amapá receber a certificação internacional livre da febre aftosa com vacinação. “Precisamos potencializar desde o pequeno ao grande criador de búfalos em nosso estado. Com isso, fomentamos a economia, e geramos emprego e renda em diversas regiões do nosso Amapá”, defendeu Bruno Mineiro, durante a abertura do evento.

Dados
Segundo dados do Governo do Amapá, o estado possui 150 produtores que desenvolvem a atividade bubalina com quatro espécies – jafarabadi, mediterrâneo, murrah e carabao – geneticamente, modificadas. Os animais são criados na região do baixo Araguari, na Região dos Lagos, no município de Pracuuba e no Vale do Jari.

1ª. ExpoBúfalo do Amapá
O evento começou nesta quarta-feira (30) e segue até o dia 2 de junho, no Parque de Exposição da Fazendinha.
A entrada é franca.

No Amapá, deputada estadual Maria Góes e família declaram apoio a Fátima Pelaes ao senado

A pré-candidata ao senado federal pelo Amapá,  Fátima Pelaes (MDB) recebe a adesão de três políticos influentes no Estado. A deputada estadual, Maria Góes e os dois filhos o deputado federal,  Roberto Góes, e o vereador de Macapá, Cláudio Góes, todos filiados ao PDT.

O apoio dos três foi consolidado na manhã desta segunda-feira, 28, durante um café com Fátima Pelaes.

Opinião– Na opinião da deputada estadual Maria Góes, Fátima Pelaes, tem se mostrado ao longo de sua carreira política, uma parlamentar aguerrida em defesa dos direitos da mulher.

Maria Góes acredita que a experiência e o conhecimento de Fátima Pelaes são indispensáveis para ajudar no desenvolvimento do Amapá em diversos setores.

Experiência – O deputado federal Roberto Góes diz que a larga experiência, conhecimento, além do trânsito em Brasilia, de Fátima Pelaes, coloca a pré-candidata um passo a frente rumo ao Senado Federal. “Pelo respeito e reconhecimento ao trabalho que Fátima desenvolveu ao longos dos seus cinco mandatos como deputada e como Ministra, é que eu, minha mãe deputada Maria e meu irmão, vereador Claudio, nos unimos em torno da candidatura de Fátima Pelaes ao Senado”, disse Roberto Góes.

O vereador Cláudio Góes também aposta na candidatura de Fátima Pelaes. “Ela é uma mulher experiente e tenho certeza que se for eleita poderá ajudar muito a população do Amapá”.

O prefeito de Calçoene, Jones Cavalcante que também participou do café da manhã foi outro que declarou apoio a Fátima Pelaes.  O vereador Yuri Pelaes (MDB) filho de Fátima Pelaes, também participou das articulações políticas  que resultaram nas novas adesões.

No Amapá, Caixa Econômica notifica ex-governador Pedro Paulo por contratos com Ministério das Cidades

Por Paulo Silva/Jornalista 

A Caixa Econômica Federal (CEF) voltou a emitir notificações contra o ex-governador Pedro Paulo Dias de Carvalho acerca de repasses feitos ao governo do Amapá entre os anos de 1999 e 2008, através de contratos com o Ministério das Cidades. Pedro Paulo foi duas vezes vice-governador do Amapá e assumiu o governo definitivamente de abril a dezembro de 2010.

A edição desta terça-feira (22) do Diário Oficial da União (DOU) publicou cinco novas notificações ao ex-governador, que se encontraria em local incerto e não sabido, sobre contratos assinados com o Ministério das Cidades que somam mais de R$50 milhões. Um contrato e de 1999, dois são de 2007 e último é de 2008. Em nenhum dos casos Pedro Paulo era o titular do governo do Amapá.

Prazo– De acordo com a Caixa Econômica Federal, através de sua Gerência Executiva de Governo Macapá, Pedro Paulo tem prazo máximo de 45 dias a contar do recebimento das notificações, para que seja regularizada a ocorrência referente a cada objeto contratual paralisado – sem evolução há 120 dias; apresente comprovação, com a documentação pertinente, de que não causou prejuízo ao erário federal ou devolva à conta vinculada os valores históricos atualizados monetariamente e acrescidos de juros de mora, na forma da lei, até o efetivo recolhimento.

Caso não sejam regularizadas as situações contratuais no prazo concedido, poderá ser instaurada Tomada de Contas Especial (TCE), cujo processo será encaminhado ao Órgão de Controle Interno competente, para análise, certificação das contas e posterior envio ao Tribunal de Contas da União (TCU) para julgamento, se for o caso, podendo também ser providenciada a inclusão do responsabilizado no Cadastro Informativo de Créditos não quitados do Setor Público Federal (CADIN). A CEF ainda informa que o processo terá continuidade independentemente de manifestação do notificado, a partir do vencimento do prazo estabelecido para o cumprimento da comunicação.

Erros- Dias atrás, quando foram publicadas as primeiras notificações contra o ex-governador, o advogado Cícero Bordalo Júnior disse que a Caixa Econômica errou porque os convênios que estão sendo cobrados foram celebrados e executados antes dele assumir o governo. Para o advogado as notificações feitas a Pedro Paulo têm viés eleitoreiro, embora o ex-governador não pretenda disputar mandato eletivo em 2018.

“Nós entramos em contato com a central da Caixa em Brasília e nos confirmaram que as notificações se referem aos períodos de 2007, 2008 e 2009, e o governador Pedro Paulo assumiu o governo em abril de 2010. Portanto, essas notificações são esdrúxulas, não tem nenhum amparo legal porque ele nunca foi operador de despesas desses convênios”, sustentou Bordalo.

Pedro Paulo Dias de Carvalho é o segundo ex-governador do Amapá a ser notificado por conta de contratos de repasse celebrados entre a União Federal e o estado do Amapá, intermediados pela Caixa Econômica Federal.

Antes dele o citado foi o ex-governador Camilo Capiberibe (PSB), alvo de oito notificações. Camilo comandou o estado entre 2011 e 2014. Para a CEF, o ex-governador também se encontrava em local incerto e não sabido.

Os editais de notificação a Camilo tratam de contratos de repasse no valor de mais de R$2,3 milhões celebrados entre a União Federal e o Estado do Amapá, intermediados pela Caixa Econômica, entre os anos de 2007 e 2011. Os convênios foram com os Ministérios do Meio Ambiente (2007), da Justiça (2010) e Educação (2011). Também já foi notificado pelos mesmos motivos Miguel Caetano, ex-prefeito de Oiapoque.

 

 

 

Em Macapá, universitária acusa motorista de estupro

Uma universitária de 18 anos de idade, acusa o motorista David Robson Damasceno, de 31 anos, de estupro. O homem foi preso na manhã desta terça-feira, 22, em um Residencial na Rodovia Juscelino Kubitschek. O acusado havia sido contratado para transportar a vítima para a faculdade. 

Denúncia– A delegada Clívia Valente, da Delegacia de Crimes Contra a Mulher (DCCM), ressalta que a denúncia foi feita dia 12 de abril, quando teria ocorrido o estupro. A vítima contou a delegada que utilizava os serviços do motorista no trajeto entre a casa onde mora e a faculdade, e vice versa. A universitária relata que naquele dia, ao invés de seguir para a faculdade, David Damasceno, seguiu direto para um motel onde manteve relações sexuais com ela sem consentimento.

Clívia Valente diz que trata-se de um trauma que deve ser tratado com cuidado. “Todos os indícios apontam para o estupro. O próprio Damasceno relatou que a vítima não estava à vontade. Ela não tinha nenhum envolvimento amoroso com ele”, acrescenta.

Iapen– David seguiu ainda na terça-feira para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

 

No Amapá, 10 mil produtos serão vendidos sem impostos em shopping de Macapá

 

Por  Cássia Lima/Jornalista 

Cerca de 10 mil produtos serão vendidos sem impostos nesta quinta-feira, 24, em um shopping de Macapá, no bairro Trem. A ação espera mais de 25 mil pessoas e faz parte do “Dia da Liberdade de Impostos”. Serão mais de 60 lojas com produtos de até 60% abaixo do preço, incluindo supermercado.

O evento/protesto é organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem de Macapá e Santana (CDL Jovem).  A ideia é mostrar o quanto os impostos representam no preço final das mercadorias, por isso, a expectativa é de que o consumidor encontre produtos bem mais baratos. Um celular, por exemplo, possui 33% de seu preço composto por impostos, os calçados são 58%.

“A gente paga uma alta carga tributária e os clientes também. Um perfume, por exemplo, tem 50% do valor em imposto. Os produtos tecnológicos são os mais caros e que tem o peso maior. Queremos fazer as pessoas refletirem sobre isso”, disse o vice-presidente da CDL, Frederico Amaro.

Segundo os cálculos do CDL Jovem, o brasileiro precisa trabalhar 151 dias apenas para pagar os impostos cobrados diretamente ou embutidos nos produtos.

Desconto- A campanha ocorrerá de 10 às 22 horas. Em anos anteriores o evento ocorreu também em postos de combustíveis onde o litro estava sendo vendido a R$ 1,60 sem impostos, enquanto o preço com imposto estava a R$ 3,67. Além disso, a ação ocorreu em outro shopping da cidade.

Campanha- Os produtos com descontos serão identificados na entrada dos estabelecimentos participantes e vendidos de acordo com a disponibilidade em estoque. A lista de cada item será fixada com o valor sem o imposto e o total cobrado em impostos. A meta é que os descontos cheguem a 60%.