Eleições 2016: Conheça os candidatos a prefeito de Macapá.

A cidade de Macapá, capital do estado do Amapá, no extremo Norte do Brasil, vai eleger neste domingo (30), o prefeito que vai administrar um município, onde residem mais de 460 mil pessoas, conforme dados do IBGE.

O site PautaNews mostra os perfis dos candidatos que pleiteiam o cargo de prefeito da capital do Amapá.

Gilvam Borges (PMDB)gilvam-e-adiomar-paua-news

Gilvam Pinheiro Borges tem 58 anos, é casado com Maria Marlene Barriga Borges e tem quatro filhos. É formado em sociologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Foi deputado federal e senador, por dois mandatos. Também foi líder da bancada federal do Amapá, em Brasília.

Tem experiência em gestão e amplo acesso com as grandes lideranças políticas no centro do poder.

Seu candidato a vice-prefeito é o empresário Aldiomar Veronese (PROS). Reconhecido no estado pelo sucesso em seus empreendimentos comerciais e pela capacidade técnica e operacional em administrá-los.

Clécio Luiz (Rede)clecio-te-telmaa-paua-news

Clécio Luís Vilhena Vieira tem 44 anos e é separado. É geógrafo, formado pela Universidade Federal do Amapá (Unifap).

Foi eleito prefeito de Macapá no segundo turno em 2012. Antes, foi vereador da capital por dois mandatos.

Além da experiência administrativa como prefeito, ele também foi secretário de educação do estado do Amapá.

Iniciou sua carreira política no PT, depois foi para o PSOL e atualmente é filiado a Rede Sustentabilidade.

Sua candidata à vice-prefeita é a administradora e vereadora Telma Nery (DEM), eleita no pleito de 2012.

Macapá e seus problemas

Infra-estrutura, mobilidade urbana, saneamento básico, abastecimento de água, educação, transporte público e segurança.

Segundo internautas ouvidos pelo site www.pautanews.com.br, essas são as áreas onde estão os maiores problemas na cidade de Macapá.

O prefeito e suas atribuições

O prefeito é o responsável pelo poder executivo e deve colocar em prática o conjunto de intenções de seu governo. É ele quem decide onde aplicar os recursos provenientes de impostos como IPTU e ISS e as verbas repassadas pelo governo estadual e federal.

O prefeito da cidade deve cumprir fielmente, a lei orçamentária anual (LOA), que é a previsão de todas as receitas e despesas do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *