Prorrogada inscrição no edital Gestão Escolar para a Equidade – Juventude Negra.

 

equidade-negraAs inscrições para o edital Gestão Escolar para a Equidade – Juventude Negra foram prorrogadas até o dia 11 de dezembro de 2016. O edital tem por objetivo contribuir com o enfrentamento das desigualdades raciais nas escolas públicas do Ensino Médio e foi lançado pelo Baobá – Fundo para Equidade Racial, Instituto Unibanco, e a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A iniciativa busca identificar, reconhecer e acompanhar projetos de gestão escolar que sejam voltados ao desenvolvimento e à implementação de práticas capazes de elevar os resultados educacionais dos jovens negros e negras do Ensino Médio.  As inscrições podem ser feitas pelo site http://www.institutounibanco.org.br/juventude-negra.

Podem se inscrever escolas públicas de Ensino Médio de todo o Brasil e organizações sociais em parceria com escolas, legalmente formalizadas e com atuação na área da Educação e superação das desigualdades raciais. Serão selecionados dez projetos. Cada qual receberá apoio técnico, acompanhamento das instituições e até R$ 35 mil para desenvolver as propostas apresentadas.

Instituições do Ser Educacional recebem selo de responsabilidade social da ABMES

 

abmesA Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) conferiu o selo de responsabilidade social do ano de 2016 à UNG (Universidade Guarulhos), UNINASSAU (Centro Universitário Maurício de Nassau) de Maceió e à unidade Recife da Faculdade Joaquim Nabuco.

O selo é uma forma de reconhecer o trabalho desenvolvido pelas instituições de ensino superior que promovem projetos de ensino responsável durante o período da campanha. Os projetos das instituições do Grupo Ser Educacional são realizados ao longo de todo o ano.

Essa é a 12ª edição do projeto que envolve alunos, professores e técnicos de cerca de 800 faculdades, centros universitários e universidades do país.

O selo tem validade de um ano, ou seja, um ciclo da Campanha. A certificação é renovada com a participação nas edições seguintes.

No Amapá, 30 de novembro – Dia do Evangélico é feriado estadual.

 

mira-rocha-pauta-news
Deputada Mira Rocha, autora do Projeto de Lei – Foto: Blog pessoal da parlamentar

O Dia Nacional do Evangélico, sancionado pelo presidente Lula em 2010, não institui um feriado nem ponto facultativo no Brasil, mas no estado do Amapá, região Norte do país, a data faz parte do calendário oficial desde 2012, através de um projeto de lei – PROJETO DE LEI N.º 0005/2012-AL – de autoria da deputada Mira Rocha, e sancionada pelo governador Waldez Góes.

Embora o Brasil ainda seja a maior nação católica do mundo em termos absolutos (123 milhões – 64,6% da população). Hoje, 42,3 milhões de pessoas – 22,2% da população brasileira, segundo o Censo 2010, do IBGE – são evangélicas.

Em Macapá, capital do estado do Amapá, 28% da população se declarou evangélica no último Censo de 2013, algo em torno de 187 mil. Superando a média brasileira, que é de 22,16%.

Acidente aéreo: Jogadores com passagem pelo Norte estavam em acidente da Chape.

95499_horizontalNo avião que transportava a delegação da Chapecoense e que sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29), estavam atletas que passaram pela região Norte do país: o volante Sérgio Manoel, o meia Lucas Gomes e o atacante Bruno Rangel.

Sérgio Manoel vestiu a camisa do Paysandu no ano passado e não teve muitas oportunidades, deixando o clube no final de 2015.

Lucas Gomes era natural de Bragança, no interior do Pará, e atuou pelo Ananindeua-PA, Castanhal-PA, São Raimundo-PA, Tuna Luso-PA e pelo Trem-AP.

Já o atacante Bruno Rangel teve passagens de sucesso com as camisas do Águia de Marabá, Ananindeua e Paysandu.

Com informações: Futebol do Norte.

Em Macapá, taxistas passam a cobrar bandeira 2 a partir de 1º de dezembro.

taxistasA partir de quinta-feira, 1º de dezembro, os taxistas de Macapá, capital do Amapá, passam a cobrar o valor da bandeira 2 em todas as corridas feitas na capital e em qualquer horário. A mudança é amparada por Lei Municipal. A Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) esclarece que a cobrança da Bandeira 2 só pode ser feita no período de 24 horas apenas no mês de dezembro e feriados.

A cobrança de bandeira 2 é um acréscimo de 20% em cima do valor cobrado atualmente na Bandeira 1. “Como os taxistas não recebem o décimo terceiro salário, assim como o trabalhador de outras categorias, esse acréscimo de 20% nas corridas durante todo o mês de dezembro garante uma renda extra para estes profissionais”, afirma o diretor-presidente da CTMac, Rafael Mauricio Neri.

No Amapá, FAF cancela final do Campeonato Amador.

futebol-1 futebol-2A Federação Amapaense de Futebol-FAF, cancelou o jogo da noite desta terça-feira (29), 19h30, no estádio olímpico Zerão, na grande final do Campeonato Amapaense Não Profissional, entre as equipes do Olímpicos e São Joaquim.

O adiamento da partida foi em respeito as vítimas fatais do acidente com o avião da equipe de futebol da Chapecoense (SC), ocorrido próximo a Medelín, na Colombia.

Promovido pela Federação Amapaense de Futebol-FAF, o campeonato finalizou a fase mata/mata das semifinais da competição com dois duelos entre Olímpicos e Adec – São Joaquim e Lagoa.

O repórter fotográfico do PautaNews, Rosivaldo Nascimento, registrou as imagens das equipes finalistas.

Em Macapá, modelo Sabrina Feitosa fala de perspectiva profissional no mundo da moda.

 

sabrina-2
Foto: Divulgação

A bela amapaense Sabrina Feitosa Ramos, de apenas 17 anos, é a mais nova revelação no mundo das passarelas, na capital do meio do mundo.

Sabrina Feitosa foi descoberta no concurso Miss dos Bairros 2016. Ela ficou em sétimo lugar entre 20 candidatas que disputaram o título.

“O concurso Miss dos Bairros abriu muitas portas. Agradeço a Deus pela oportunidade de mostrar o meu trabalho, que também recebeu o reconhecimento do público”, arrematou Sabrina Feitosa.

A modelo foi chamada para participar do concurso Beleza Fashion Brasil, representando a Categoria Miss Amapá Pre Teen Universo. “A falta de patrocínio me impediu de disputar o concurso”. Disse a modelo.

Sabrina também participou do concurso Musa e Mister Estudantil 2016, representando a Escola Estadual Castelo Branco. A beldade fez curso de modelo e manequim com o produtor de casting Júnior Beltrão, em 2015. No momento está disponível para ensaios fotográficos e divulgação de lojas de roupas e acessórios.

Sabrina Feitosa diz que seus pais Vera Lúcia Feitosa Dos Santos e Rogério Ramos Santos, são sua maior inspiração pelo sonho de tornar-se uma modelo de renome.

Em Macapá, seminário discute patrimônio social e cultural quilombola no Amapá.

bannerweb_seminarioquilombola_500x500Ministério Público Federal (MPF/AP), Ministério Público do Amapá (MP-AP) e Secretaria Extraordinária dos Povos Afrodescentes (Seafro) promovem no dia 1º de dezembro, 8h30, no Museu Sacaca, em Macapá, o seminário Patrimônio Social e Cultural Quilombola no Amapá,n reunindo procuradores da República, promotores e comunidades quilombolas do Estado.

O evento é gratuito e aberto ao público, especialmente dirigido à comunidade quilombola, aos profissionais de Direito e às demais pessoas interessadas na questão fundiária e de territorialidade das comunidades tradicionais quilombolas.

Para participar é necessário apresentar um documento de identificação e efetuar o credenciamento no inicio da programação.

Artigo: Que Igreja queremos ser? – Dom Pedro Conti

Pedro_Conti                                                                  Dom Pedro José Conti

Bispo de Macapá

Neste final de semana, acontecerá no Centro de Pastoral e Cultura Dom José Maritano, em Macapá, a 22ª Assembleia Diocesana. É um momento importante para a nossa Diocese e marcará os rumos da nossa caminhada eclesial. Normalmente, a Assembleia acontece a cada quatro anos, acompanhando, quando possível, a frequência das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja (DGAE) propostas pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Desta vez, porém, passaram-se cinco anos por causa do Congresso Eucarístico, realizado neste ano, e do Jubileu da Misericórdia. Sentimo-nos enriquecidos, também, pela experiência deste eventos.

Os participantes da Assembleia são o bispo, todos os padres presentes e atuantes na Diocese, os diáconos permanentes, alguns religiosos e religiosas representantes das respectivas comunidades, leigos e leigas representantes das paróquias, das pastorais, dos movimentos, dos grupos de serviço e das novas comunidades. Deveríamos chegar a cerca de trezentos participantes. O grupo mais numeroso será, justamente, dos leigos e das leigas que, de fato, formam a quase totalidade do Povo de Deus.

Para que serve uma Assembleia? Ela traça os rumos das principais vertentes da ação evangelizadora da Igreja: Palavra, Liturgia e Caridade. A Palavra se preocupa com a formação dos católicos desde as crianças, com a Iniciação Cristã, até a formação permanente de adultos. A Liturgia se interessa da participação ativa e consciente dos católicos nas celebrações litúrgicas, as Missas e os demais sacramentos. Por fim, a Caridade quer reunir e orientar todos aqueles e aquelas que se interessam das realidades sociais, da exclusão, da saúde, das atividades de promoção humana, da política . A Igreja não pode e não deve deixar de lado algo que seja verdadeiramente humano; a fé ilumina a vida e a vida dá testemunho da fé que afirmamos ter.

Uma Assembleia Diocesana é uma grande oportunidade para fazer um exercício real e singelo de comunhão e participação. O Povo de Deus é constituído por pessoas diferentes, com funções, ministérios e responsabilidades também diferentes. No entanto é fundamental nos conhecermos melhor uns aos outros, escutarmos mais e unirmos mais as forças. Hoje, o individualismo e o mundanismo – diria papa Francisco – entraram também na Igreja. Todos somos tentados a querer ser e fazer diferente dos outros. Buscamos algo que nos distinga em lugar de buscar o que nos una, acima e além das diversidades.

O mundanismo é a ambição de querer ser melhores do que os outros a qualquer custo, de não precisar da colaboração de ninguém e de ficar só se olhando no espelho, se autoelogiando e se vangloriando. É fácil entender que essas “tentações” estão à raiz de toda divisão, disputa, isolamento. Dessa maneira gastamos muitas forças e energias humanas e materiais pensando de conseguir anunciar o Evangelho de Jesus. Na realidade, quando o nosso povo participa de outra paróquia ou outro grupo se pergunta se somos a mesma Igreja, tão diferente é o jeito de rezar, cantar e pregar o Evangelho do mesmo Senhor Jesus. União não significa uniformidade, mas também nunca será alcançada se nos deixamos guiar pelas modas, os gostos e os caprichos pessoais. Os melhores frutos de uma Assembleia devem ser sempre a comunhão, a fraternidade e a alegria de caminharmos juntos. Além desse compromisso, o maior desafio, hoje, para a Igreja toda, não é saber e decidir o que fazer. Não somos uma empresa de eventos, tomada pela frenesi de um incansável ativismo. Talvez tenhamos até trabalhos demais. O mais difícil é saber como fazer as coisas, com liberdade e fidelidade. Livres para sermos criativos na organização, com um jeito novo de ir ao encontro das pessoas, mas, ao mesmo tempo, extremamente fiéis a um Senhor que privilegiou os pobres e os pequenos, que nunca se escondeu no Templo ou nas Sinagogas. Os seus momentos de oração, também aquele a sós com o Pai, sempre foram para tomar grandes decisões e aprender a acolher a todos a começar pelos pecadores.

Queremos ser uma Igreja unida, viva e fiel ao Senhor, consciente das própria limitações, que não busque alianças espúrias, vantagens ou privilégios indevidos, que seja corajosa na sua missão, saiba dialogar com todas as forças e as pessoas de boa vontade, no respeito pela vida humana, a natureza e as culturas. Queremos ser uma Igreja profética que rega aonde já foi semeado, mas não tenha medo de desbravar novas roças, para plantar alegria e esperança. Uma Igreja que olhe mais para fora de si do que para dentro, jovem, leve e generosa, sempre pronta a perdoar a todos e a corrigir as próprias rusgas e manchas. Bonita e resplandecente aos olho s dos pequenos e dos pobres, dos puros de coração e dos misericordiosos. A Igreja que Jesus quis.

Em Macapá, Patriciana Guimarães intervém em defesa de moradores do Alvorada

patricianaA vereadora eleita Patriciana Guimarães  (PRB), deverá se reunir nesta segunda-feira, 28, com moradores do bairro Alvorada.

A pauta da reunião será o posicionamento do Governo do Estado em relação as famílias residentes no entorno das obras de construção da Rodovia Norte Sul.

Patriciana Guimarães foi recebida esta semana pelo governador do Estado Waldez Góes (PDT), que se posicionou a respeito do assunto.

“Estarei indo até o bairro Alvorada levar tranqüilidade a estas famílias. Agradeço ao governador Waldez Góes por ter nos recebido e pela celeridade em responder nossos questionamentos”, finalizou a vereadora.