No Amapá, ex-deputado Balieiro é condenado a mais de 5 anos de prisão.

A ação decorrente da operação Eclésia, deflagrada em 2012 pelo Ministério Público do Amapá (MP-AP), resultou na condenação do ex-deputado estadual Agnaldo “Balieiro”, ex-PSB, a cinco anos e nove meses de prisão em regime semiaberto, após julgamento na manhã desta quarta-feira (19), pelo Tribunal de Justiça do Amapá-TJAP.

Conforme denúncia do Ministério Público, Aguinaldo Baleiro é acusado de receber quase R$ 1 milhão irregularmente em verba indenizatória da Assembleia Legislativa do Amapá, enquanto esteve no mandato, pelo PSB-Partido Socialista Brasileiro.

O ex-deputado foi condenado pelos crimes de peculato e desvio de verba.

Relembre

Em março de 2015, a executiva estadual do PSB no Amapá, decidiu expulsar o ex-parlamentar do partido. A decisão ocorreu com base na reportagem exibida em maio de 2014, no Fantástico, e em documentos disponibilizados à entidade pelo Ministério Público.

Quando foi entrevistado pelo repórter do Fantástico – da Tv Globo – Balieiro não soube explicar uma nota fiscal supostamente falsa no valor de R$ 5 mil em compras realizadas em um bufê de Macapá. E ainda pediu ao jornalista que não exibisse a reportagem. A nota original com a mesma numeração ainda nem teria sido utilizada pelo estabelecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *