No Amapá, grupo vai realizar movimento por melhorias na cidade de Oiapoque.

Um grupo de cidadãos formado por representantes de vários segmentos da sociedade civil criaram o “Irmãos da Fronteira”, movimento unificado da sociedade civil do município de Oiapoque, fronteira do Brasil com a Guiana Francesa.

O objetivo do coletivo é lutar por melhorias na cidade fronteiriça, bem como na região, principalmente com relação ao acesso via terrestre, pela BR 156, que tem provocados danos irreparáveis à sociedade.

No próximo dia 28 de abril, haverá uma grande manifestação nas ruas de Oiapoque, que servirá de alerta para os grandes problemas que a região enfrenta.

Segundo a advogada Helena Monteiro, a luta tem sido por vários segmentos, mas em especial, pela educação, saúde, segurança, combate e bem estar social. “Convido a todos para estarem irmanadas nessa luta, em nossa primeira manifestação unificada da sociedade civil. Vamos mostrar nossa força e união”, acrescenta.

Ainda segundo as lideranças do grupo, a partir deste movimento, será formalizada a “Carta de Oiapoque”, um documento que contém as pautas de todas as categorias, detalhada minuciosamente sobre cada necessidade do povo da fronteira.

Quantia paga pela Odebrecht a políticos daria para construir 5,4 mil creches

A propina paga pela empreiteira Odebrecht a políticos envolvidos em esquemas fraudulentos seria suficiente para construir 5400 creches e atender 867 mil crianças.

Com a soma, também seria possível adquirir quase 84 mil ambulâncias, mais de 55 mil ônibus escolares ou construir mais de cinco mil UPAs, as unidades de pronto atendimento, de acordo com valores do Ministério do Planejamento.

A conta feita pela associação Contas Abertas considera o total de 10 bilhões e 600 milhões de reais movimentados pela empreiteira entre 2006 e 2014.

O montante consta em uma tabela entregue à Procuradoria Geral da República pelo ex-executivo do grupo, Hilberto Mascarenhas. Ele era responsável pela Área de Operações Estruturada, conhecida como o setor de propina da empresa.

Tomate 55% mais caro e aumento da conta de luz obrigam brasileiro a apertar o cinto

O custo de vida do brasileiro voltou a subir, e na segunda medição de abril, houve avanço de 0,44% no Índice de Preços ao Consumidor – Semanal.

O IPC-S é apurado pela Fundação Getúlio Vargas e na análise item por item, chamou a atenção o tomate, que ficou nada menos que 55% mais caro.

Ao lado dele, na lista das principais altas, está, por exemplo, o plano de saúde, a refeição fora de casa e a conta de luz.

No geral, as despesas com: educação, alimentação, saúde e habitação aumentaram.

E a boa notícia ficou por conta dos gastos com vestuário, transporte e comunicação, que diminuíram.

 

Destaque, nesses casos, para as quedas nos preços da gasolina, do álcool, das roupas e da tarifa de telefonia fixa.

Operação Eclésia: Edinho Duarte e Moisés Souza vão cumprir prisão domiciliar

Foto: Ascom TJAP

A Câmara Única do Tribunal de Justiça do Estado do Amapá (TJAP), decidiu na manhã desta terça-feira (18), em sua 1052ª Sessão Ordinária, pela reconsideração da prisão de Edinho Duarte e Moisés Souza, ambos envolvidos na Operação Eclésia.

O processo estava fora de pauta e foi incluído para julgamento antecipado por questão de ordem do advogado de defesa de Moisés Reategui de Souza, com consentimento do representante do Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP).

Ambos vão cumprir prisão domiciliar, com algumas restrições, como a proibição de acesso à telefonia e internet, frequentar o ambiente da Assembleia Legislativa, além de revisão periódica quinzenal das condições de saúde do réu- avaliadas por junta médica indicada pelo juiz da execução penal.

Justificativa

A defesa de Edinho Duarte e Moisés Souza, usou vários requisitos como argumentação para o pedido de prisão domiciliar.

No caso de Moisés, o advogado Severo de Souza Júnior, sustentou que o mesmo tem direito a prisão especial por ainda ser deputado estadual, tem filho menor de seis anos de idade e ser portador de comprovada condição grave de saúde (hipertensão sistêmica, arritmia cardíaca e angina congênita).

Quanto a Edinho Duarte, também foi estendido o benefício, devido ao ex-deputado estadual apresentar problemas de saúde (cardíaco) e indisponibilidade de estrutura de atendimento no Centro de Custódia do bairro do Zerão.

No Brasil, quase 20% da população está obesa

Um em cada cinco brasileiros sofre de obesidade. A Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas, do Ministério de Saúde, apontou que a população obesa no país saltou de 11,8% em 2006 para quase 19% em 2016.

O excesso de peso avançou mais de 26 pontos percentuais no mesmo período. Essa parcela fechou o ano passado em 53,8%.

Ambas as situações são calculadas a partir do Índice de Massa Corporal, que é baseado na altura e no peso de cada pessoa.

Índices iguais ou maiores que 25 são considerados como excesso de peso e maiores de 30, obesidade.

Foram entrevistadas mais de 53 mil pessoas nas capitais brasileiras, entre fevereiro e dezembro de 2016.

Em Macapá, começa a campanha de vacinação contra gripe

Iniciou na manhã desta segunda-feira (17), em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), de Macapá, capital do Amapá, a edição 2017, da Campanha de Vacinação contra o Vírus Influenza, causador da gripe.

Segundo a secretaria responsável pela ação, o município recebeu 90 mil doses para imunizar as pessoas que compõem o grupo prioritário, que este ano terá cronograma específico para cada grupo, iniciando pelos trabalhadores de saúde.

Até 21 de abril, a vacinação acontece somente para os profissionais de saúde, que, no ato da vacinação, devem apresentar carteira profissional ou declaração do órgão em que trabalha.

Cronograma de vacinação

17 a 21 de abril – trabalhadores da saúde;

24 de abril a 5 de maio – crianças de 6 meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas, indivíduos com 60 anos ou mais e povos indígenas;

8 a 26 de maio – portadores de doenças crônicas, professores, profissionais do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas;

13 de maio – Dia D de Mobilização Nacional;

24 de maio a 5 de junho – 2ª dose das crianças.

Em Macapá, 12 mil estudantes não fizeram recadastramento da meia-passagem; prazo encerra na próxima semana.

Posto de atendimento do SETAP.

Faltando duas semanas para o fim do cadastramento e recadastramento da meia-passagem, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) informou que 12 mil estudantes ainda não se recadastraram e ainda são aguardados pelo menos outros 5 mil novos beneficiários.

O processo começou em 6 de março e encerra dia 29 de abril, em três postos que funcionam simultaneamente – Amapá Garden, prédio do Setap e no Terminal Rodoviário de Santana.  Segundo o Setap, a data não será prorrogada e quem perder o recadastramento só terá nova oportunidade no próximo ano.

Os documentos necessários tanto para cadastro quanto recadastro são: declaração escolar ou comprovante de matrícula assinada pelo diretor da unidade (original), RG ou Certidão de Nascimento (cópia) e comprovante de residência (cópia).  As certidões de matrículas eletrônicas, como as que são expedidas pela Unifap, só terão validade após a autenticação no site da instituição. O valor da taxa para recadastro é de R$ 10. Para o cadastro, de R$ 15.

Caso o aluno tenha perdido a carteira e deseje pedir uma segunda via, deve fazer um boletim de ocorrência da perda e levar junto com os demais documentos.  O aluno que teve o cartão retido pelo Setap por uso indevido deverá se deslocar até a sede do sindicato para fazer o resgate do documento, pagando uma taxa de R$ 41,25.

O estudará poderá obter o formulário de cadastro e recadastro no posto de atendimento ou pelo site www.vtsetap.com.br. Após a conclusão do cadastro, quem não se regularizou terá o cartão bloqueado.

Não há necessidade de cadastro para alunos com menos de 7 anos. Para este público, é garantida a gratuidade, desde que esteja acompanhado de um adulto.

Com informações: Renivaldo Costa

Brasileiros continuam pessimistas em relação à economia

Para a maioria da população do País, ainda são baixas as perspectivas de crescimento econômico.

Pesquisa recente, feita com cerca de 800 consumidores, revela que apenas 2% deles consideram que a economia brasileira está em boas condições. Outros 81% acreditam que a situação está ruim ou muito ruim, e 16% avaliam o quadro como regular.

Entre os consumidores mais pessimistas, 53% demostraram descontentamento com a corrupção e o mau uso do dinheiro público.

O desemprego e a inflação foram citados por 36% como efeitos da crise e 8% dos participantes da pesquisa disseram acreditar que é alto o risco de perderem o emprego.

O levantamento foi realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC Brasil, e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas.

Moradores de Tartarugalzinho e Paracuúba recebem homenagem de Páscoa.


A manhã deste domingo de Páscoa (16) foi marcada por homenagens e doação de presentes para moradores das cidades de Tartarugalzinho e Paracuuba, no centro-leste do estado do Amapá.

O gesto partiu do empresário Bruno Mineiro e seu pai, o empreendedor, Altamir Rezende “O Mineiro”.

Pela manhã, um grupo de pessoas já aguardava o momento festivo na emissora de rádio local, onde foram homenageados pela data, que representa a ressurreição de Jesus Cristo.

“Foi bom demais participar deste momento e ver a alegria no rosto de cada cidadão. Sabemos que a situação está difícil para todos, mas procuramos dentro das nossas limitações, levar um pouco de alegria para nossa comunidade”, disse Bruno Mineiro.

Um sorriso – Dom Pedro Conti

                       Dom Pedro José Conti

Bispo de Macapá

Certa vez, um sorriso passeava pelo mundo. Era um sorriso simpático, alegre, carinhoso. Estava feliz como só pode sê-lo um sorriso. Chegou numa cidade onde os moradores e o trânsito eram muito nervosos. Estava esperando o sinal abrir na faixa dos pedestres, quando dois carros se chocaram. Pararam ao lado da rua. As portas se abriram. Um dos motoristas desceu rápido e já estava com o rosto desfigurado pela raiva. Foi naquele instante que o sorriso colou nele. De repente, o semblante daquele homem ficou calmo e a atitude amigável. O outro motorista também não estava para brincadeira, mas vendo o sorriso do primeiro ficou desarmado.

– Peço desculpa, a culpa é minha – disse.

– Pode acontecer a qualquer um – replicou o primeiro – vamos tomar um café e acertar o prejuízo, sugeriu.

O sorriso continuou o seu passeio. Ajudou a funcionária de um banco a sorrir e a fila dos clientes acabou mais rápido e sem reclamações. Voou no rosto de um professor e os alunos prestaram mais atenção. Parou junto ao médico-chefe da cirurgia e os doentes se esqueceram um pouco das suas preocupações. Fez sorrir um pai que voltava para casa após uma noite de trabalho. Uma senhora idosa sorriu para os meninos barulhentos, que sempre jogavam bola perto da casa dela. Dois deles, que estavam para brigar, pararam quando foram alcançados pelo sorriso dela e se abraçaram. À tarde, o sorriso partiu. Estava cansado, mas a cidade estava mais feliz.

Falar da Páscoa de Jesus é fácil e difícil ao mesmo tempo. Fácil se conseguimos imaginar todas as “boas notícias” que tanto esperamos e gostaríamos de receber. Saber, por exemplo, que estamos com saúde. Conhecer o resultado de uma prova e saber que fomos aprovados, que conseguimos uma vaga de trabalho e que muitos dos apertos da nossa vida estão para acabar. É fácil, também, se pensamos nos outros, nas pessoas que amamos. Quem bom saber que a esposa, ou o marido, está bem, que os filhos crescem com saúde, que passarão para outra série, que não são tão preguiçosos e nem acomodados. Também são obedientes e não dão tanta dor de cabeça. Vibramos de alegria ao saber que os nossos pais mudaram de id eia: não vão mais se separar e nós – crianças – não somos obrigados a decidir com quem ficar. Nós – crianças – queremos os dois. Que alegria, ter pai e mãe. Finalmente! O namorado, ou a namorada, abriu o jogo. Agora, pensa o jovem, ou a jovem, disse que me ama. Estou feliz! Páscoa, sem dúvida, é um sorriso, um sonho realizado, uma vida nova. Páscoa é luz! É alegria lá onde tudo parecia estar perdido, acabado, sem esperança.

Mas não é bem assim. Falar da Páscoa é difícil, muito difícil. Porque tudo o que acabei de lembrar é só o começo, só um sinal, uma breve antecipação da verdadeira Páscoa. Isso mesmo. Se as pequenas alegrias desta vida já nos parecem tão grandes, se já nos fazem acreditar que vale a pena viver, o que pensar e imaginar da vida nova que Jesus quer nos dar com a sua Páscoa? Talvez seja necessário passar pelo sofrimento, para entender a libertação; passar pela dúvida para descobrir a verdade; passar pela escuridão para dar valor à luz. Para nós cristãos, Páscoa é passagem que ainda está acontecendo. Não é o fim de toda preocupação. Não é ainda uma vida sem obstáculos, sem quedas, sem o sofrimento e morte. Não é, ainda, uma vida sem ódio e sem guerras grandes e pequenas. Nós ainda vamos passar por tudo isso, porque a Páscoa de Jesus não é a imaginação de uma vida beata, num mundo de fábulas e de ficção construída no computador. Páscoa é ainda passagem: uma subida ao Calvário para vencer o nosso egoísmo, para aprender a buscar o bem dos outros e não somente o nosso, porque a Páscoa de Jesus é vida doada e não segurada para nós e roubada aos outros. É amor, entrega. Isso custa, mas é esta a Vida Nova de Jesus. Esta é a Boa Notícia: a vitória sobre o mal já começou. A morte não tem mais a última palavra. O amor de Jesus venceu! Vivamos bem as alegrias da vida. Amemos e façamos outros sorrir, por que Páscoa é a festa da Vida, da vida plena. A vida de Deus, presente de Jesus ressuscitado para quem acreditar nele. Hoje é só o começo.