No Brasil, especialista diz que insatisfação com políticos não deve ser motivo para deixar de votar

 

Quase 80% dos deputados federais e 40% dos senadores vão tentar a reeleição em outubro. O número pode levar o eleitor a se questionar: por que tantos parlamentares querem um novo mandato?

Para o professor de ciência política da Universidade de Brasília (UnB), Ricardo Caldas, os congressistas buscam retornar ao Legislativo porque querem dar continuidade a projetos e à carreira política, que oferece benefícios, como salário, visibilidade e até foro privilegiado.

Reeleição– No pleito de outubro, o professor acredita que dos 400 candidatos à reeleição na Câmara e dos 32 no Senado, metade deve ser reeleita.

Mas Ricardo Caldas lembra que a margem de votos brancos e nulos pode ser alta, já que parte dos eleitores está insatisfeita com a classe política após vários escândalos de corrupção.

Porém, para o especialista, anular o voto ou deixar de comparecer ao pleito não são soluções.

Vocação– Sobre parlamentares que estão há vários mandatos no exercício do cargo, o especialista defende que a política é vocação, mas também profissão.

Ricardo Caldas afirma que deve haver um equilíbrio entre os dois. Segundo ele, não basta haver vocação, o político tem que entender que existem regras para se aprovar uma proposta.

Por outro lado, diz que o indivíduo deve escolher a política por ser compatível com o perfil e não para seguir, por exemplo, heranças familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *