Em Macapá, vereador Cláudio Góes faz avaliação do mandato

O vereador Cláudio Góes (PDT) encerra o ano de 2018 com saldo positivo. Ele avalia que aproximar o mandato da população foi um avanço significativo na missão de representar dignamente a população macapaense.

Neste período, o vereador defendeu dezenas de requerimentos, indicações, proposituras e Projetos de Leis de interesse dos mais diversos segmentos  da sociedade, entre eles, ambulantes, mototaxistas, taxistas, desportistas e servidores públicos. O parlamentar também se posicionou contra o reajuste da tarifa de ônibus em Macapá.

Uma das conquistas do vereador foi a contratação de um médico do Programa Mais Médico para o distrito Maruanum, há 60 quilômetros da capital. “Após incessantes cobranças junto a Prefeitura de Macapá, o nosso apelo foi atendido e a Unidade Mista de Saúde foi contemplada com a contratação de um profissional médico”, completa.

Lei– Cláudio Góes também teve Projeto de Lei aprovado que aumenta de 8 para 10 anos, o prazo de vida útil das motocicletas utilizadas no serviço de mototaxi na capital. O PL ainda depende da sanção do prefeito Clécio Luis para entrar entrar em vigor, e beneficia mais de 2 mil mototaxistas legalizados em Macapá.   

O parlamentar pede ainda a redução do valor da taxa de licenciamento para ocupação do solo, pelos ambulantes, em logradouros públicos da capital. A taxa cobrada hoje pelo município chega até 1 mil reais/anual. A redução vai beneficiar mais de 50 pequenos ambulantes. 

Mandato– Cláudio garante que em 2019 continuará com o mandato a disposição da sociedade. “Sou um  vereador do povo, das causas sociais”, finaliza.  

Em Macapá, moradores da Rua Mendonça Furtado pedem desobstrução de galerias

Por Jornalista Edy wilson Silva

Dezenas de famílias residentes na Rua Mendonça Furtado, no centro de Macapá, uma das principais vias da capital, pedem a desobstrução das galerias e sistemas de esgotos existentes no local.

Segundo os moradores, todos os anos com a chegada do inverno rigoroso, a situação se agrava e o trecho entre a Rua Mendonça Furtado e as Avenidas Jovino Dinoa e Odilardo Silva, fica completamente alagado, obstruindo canais e gerando muitos transtornos para as famílias que ali residem.

A moradora Tacirene Coelho de Freitas, que mora há 25 anos no local, diz que a maioria dos bueiros existentes no trecho taparam e o acúmulo de água é inevitável. “Em umas enchentes enfrentadas por nós moradores da Rua Mendonça Furtado eu perdi colchão, armário de cozinha, entre outros utensílios domésticos. Tivemos que gastar muito para elevar o nível do piso para evitar que a água da chuva invadisse novamente nossa casa”.

Apelo– O professor aposentado Mauro Lobato Dias Vieira, 68, e que reside na Mendonça Furtado há 35, ressalta que nunca foi feito um serviço de desobstrução das galerias no trecho. Segundo ele, preocupados com o inverno rigoroso anunciado para este semestre, moradores do local preparam um abaixo-assinado para entregar as autoridades públicas pedindo a execução de obras no trecho reclamado. 

Em Macapá, baixa procura pela vacina contra HPV preocupa especialistas

Responsável pela unidade de vacinação da Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Perpétuo Socorro, em Macapá, a técnica em enfermagem Liliane França reclamou da pouca procura pela vacinação contra HPV.

Liliane França fez um apelo para que pais e responsáveis levem os filhos para serem imunizados e explicou que a vacina é disponibilizada para meninos de 11 a 14 anos e meninas de 9 a 14 anos.

Vacinação– De acordo com o Ministério da Saúde, a vacinação se reveste de maior importância ainda por conta de levantamento oficial que revela que mais da metade dos jovens brasileiros entre 16 e 25 anos possuem algum tipo de HPV. E, em 38,4% deles, tratam-se do subtipos de alto risco, mais associados a câncer.

Prevenção- A vacina contra o HPV, ou papiloma vírus humano, é dada em forma de injeção e tem como função prevenir doenças causadas por este vírus, como lesões pré-cancerosas, câncer do colo do útero, vulva e vagina, ânus e verrugas genitais. Esta vacina pode ser tomada no posto de saúde e clínicas particulares, mas também é oferecida pelo SUS nos postos de saúde e em campanhas de vacinação nas escolas.

Oferecida pelo SUS, a vacina protege contra os 4 tipos de vírus HPV mais comuns no Brasil. Após a vacina o corpo produz os anticorpos necessários para combater o vírus e assim, caso a pessoa seja infectada, ela não desenvolve a doença, ficando protegida.

No Amapá, vice-governador Jaime Nunes visita empresa e destaca valorização da mão de obra local


l

Com o objetivo de estreitar cada vez mais as relações com as empresas do setor privado, na busca de alavancar o crescimento econômico do Amapá por meio da geração de emprego e renda, o vice-governador do Amapá, Jaime Nunes (PROS) e a diretora da Agência Amapá, Tânia Miranda, visitaram, na última quinta-feira, 10, as instalações da Fattor Brasil Construções e Estruturas Metálicas, em Santana.

Atualmente a empresa executa, no Estado, a ampliação do pátio de estocagem e linha de transportadora aérea da empresa Amcel Florestal e Celulose S/A. Com aproximadamente 1,6 milhões de quilos de aço, a obra conta com 100 trabalhadores envolvidos na fabricação e montagem de toda estrutura metálica.

Após conhecer todo o espaço da empresa e acompanhar um pouco das atividades dos colaboradores, o vice-governador elogiou a geração de emprego e renda proporcionada na economia local.

Valorização– É isso que buscamos: a valorização da população, tanto por meio da oportunidade de emprego, como a compra de materiais locais. É importante fortalecer o que já está instalado no Estado e abrir novos campos de trabalho, vamos trabalhar nesta corrente. Além do comprometimento com o progresso de modernização, a empresa investe na qualificação, segurança e capacitação de seus colaboradores”, destacou Jaime Nunes.

Investimento– “Nossa empresa acredita muito no poder de governança da atual gestão, e por partilhar das mesmas ideias, já está investindo nas instalações de uma nova fábrica de estrutura metálica no Amapá”, informou o diretor comercial da Fattor Brasil, Rafael Burian.

Em Macapá, Defesa Civil Estadual mapeia 31 pontos de alagamentos

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cedec), órgão ligado ao Corpo de Bombeiros Militar (CBM/AP), atualizou o levantamento, iniciado em setembro passado, sobre as áreas de risco de alagamentos em Macapá, visando garantir as ações a serem realizadas nestes locais.

Em Macapá, a Cedec mapeou 31 áreas de riscos, sendo 8 na zona norte, 15 na área central e 8 na zona sul. Os bairros Novo Horizonte, São Lázaro, Pantanal, Cidade Nova, Laguinho, Santa Rita, Centro e Novo Buritizal, apresentam dois pontos de risco cada.

De acordo com a chefe da Divisão de Prevenção e Planejamento da Cedec, tenente Meiry Lima, o levantamento das áreas de riscos está dentro do plano de contingência (Placon), elaborado pelo órgão e que são repassados para diversas secretarias e para a defesa civil municipal.

“O objetivo é garantir que as ações a serem realizadas ocorram de forma conjunta com esses órgãos”, frisou.

Sobre a situação em outros municípios, a chefe da Divisão de Prevenção e Planejamento da Cedec reforçou que o monitoramento está sendo feito em conjunto com a defesa civil de cada cidade.

Chuvas– As chuvas chegaram mais cedo ao Estado, de acordo o Núcleo de Hidrometeorologia e Energias Renováveis (NHMET), do Instituto de Pesquisas Cientificas e Tecnológicas do Amapá (Iepa), provocadas pela influência do fenômeno La Ninã, que diminuiu o período de estiagem no Amapá, ocasionado chuvas a partir de novembro.

Buscando orientar a população sobre os cuidados neste período, a Cedec, passou a divulgar através de painéis de led em alguns pontos da cidade, as ações e os cuidados que a população tem que ter neste período de chuvas.

Em caso de situação de alagamentos, é importante que o cidadão tenha em mãos os documentos, que poderá ser usado em caso de solicitação de abrigo. Quem reside nestas áreas de risco, devem ficar atentos ao nível de rios e igarapés. Nunca deixar criança sozinha e trancada dentro de casa. Caso a defesa civil determine a saída do imóvel, retornar somente após o órgão autorizar.

“Importante que a pessoa não retorne pra sua residência por conta própria após o alagamento, pois, pode ocorrer que as águas dos rios e igarapés voltem a subir e geralmente quando isso ocorre, costumam ser maior que a anterior”, destacou a oficial.

Prevenção– A Cedec recomenda às famílias que moram em locais que apresentam risco de alagamento ou deslizamento, que acionem a Defesa Civil pelo número 193 ou pelo 4009-9195. Outra recomendação é para que a população evite contato com a água da chuva que escorre pelo chão, para não contrair doenças como leptospirose

Em Macapá, internautas ameaçam incendiar ônibus em protesto a reajuste de tarifa

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) aponta como ato de vandalismo, as ameaças feitas por internautas em redes sociais de incendiar ônibus, em protesto ao reajuste da tarifa de ônibus em Macapá.

Segundo o Setap, as ameaças se comparam aos atos de vandalismo que ocorrem no Estado do Ceará, promovidos pelo crime organizado. Os representantes dos empresários de ônibus da capital denunciaram aos órgãos de segurança pública as ameaças de atos de vandalismo.

Os sindicalistas garantem que as mensagens circulam em grupos de Whatsapp e em páginas do Facebook. Uma das ameaças teria partido do Movimento Brasil Livre (MBL) Macapá, que fez uma manifestação nesta  quinta-feira, 10, na Praça da Bandeira contra o eventual reajuste da tarifa de ônibus.   

No Amapá, Gastão Calandrini diz que Maternidade da Zona Norte começa a funcionar em abril

O secretário de Estado da Saúde (Sesa) Gastão Calandrini anuncia para abril deste ano, a inauguração da Maternidade Zona Norte. A declaração foi feita nesta quinta-feira, 10.

Segundo ele, o Governo do Amapá fez algumas adequações no prédio para atender exigências do Ministério da Saúde.

O atendimento e contratação de pessoal para atuar na Maternidade Zona Norte será de responsabilidade da Organização Social de Saúde (OSS) Pró-Saúde, que venceu a licitação. “Cabe à Sesa fiscalizar a atuação da instituição que ficar responsável pelo gerenciamento do hospital”.

Gastão Calandrini assegura que até o final de abril deste ano a Maternidade Zona Norte começa a funcionar.

O secretário de Estado da Saúde antecipou ainda que a Sesa está fazendo gestões para que o modelo implantado na Santa Casa de Misericórdia de Belém (PA) seja adotado em Macapá.

“Em dezembro estive com a diretora da Mãe Luzia, Nayra Barbosa, na Santa Casa de Misericórdia de Belém para conhecer o modelo de gestão que foi implantado com sucesso, tanto que aquela unidade de saúde foi premiada com certificado de qualidade do Ministério de Saúde e ficou como ponto de referência. Nos próximos dias a diretora vem a Macapá para prosseguirmos com as tratativas nesse sentido e para conhecer a nossa realidade, os problemas existentes e propor soluções”, completou.

No Amapá, cantor de música gospel receberá disco de ouro

Por Jornalista Rodrigo Indinho

Após gravar o disco “Jesus no coração”, em 2012, e iniciar uma turnê missionária, o cantor e compositor gospel amapaense, Adielson Viegas, receberá uma premiação em rede nacional concedida pela Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD). Com mais de 50 mil cópias do trabalho vendidas em todo o Brasil e em mais seis países, o missionário ganhará o tão esperado disco de ouro.

Adielson Viegas da Silva, de 42 anos, é casado e pai de quatro filhos. Ele relatou que é sobrevivente do acidente com o Barco Motor Cidade de Óbidos, que naufragou no Rio Jari, ao sul do Amapá, no dia 26 de janeiro de 2002. Sete pessoas morreram na tragédia, entre elas, duas crianças e a jornalista Simone Teran.

“Até então eu era espírita. A partir daí percebi que Deus me deu uma nova oportunidade de viver, até porque eu poderia ser uma das vítimas. Então decidi reformular minha vida me tornando evangélico e Ele [Deus] me despertou para fazer o trabalho artístico, anos depois. Após gravar e propagar o trabalho no Amapá, o CD rompeu fronteiras. Me sinto muito feliz pela proporção que ganhou e por receber o prêmio”, comentou.

O trabalho “Jesus no coração”, que possui nove faixas exclusivas e encerra com uma oração, é comercializado ao valor de R$ 10. O artista conta que atua de forma solidária, por isso, os recursos arrecadados com a venda dos CDs são revestidos em sua missão. Viegas deu detalhes sobre o prêmio.

“Ajudamos na gravação de cinco CDS e DVDs de novos artistas. Sobre o prêmio, o disco de ouro é concedido pela produtora Convenience e Apha Mídia, de São Paulo. Sei que receberei em fevereiro, mas ainda não informaram em qual a emissora e programa vou receber a premiação. Quando voltar de lá, farei apresentação num evento para a sociedade amapaense”, informou.

O missionário da Assembléia de Deus passou por onze Estados brasileiros e o trabalho chegou a diversos países como França, Argentina, Suriname, Guiana e Equador. Recentemente, enviou cópias do disco ao Uruguai. Ele afirmou que ainda no mês de fevereiro lançará um novo trabalho.

No Amapá, secretário da Secult fala em tom de despedida

O secretário de Cultura do Estado, Dilson Borges confirma que deixará a pasta nos próximos dias. Ele respondeu nesta última quarta-feira, 9, às criticas que recebeu de lideranças do segmento cultural do Amapá.

Dilson Borges destaca os avanços alcançados pelo setor. Ela afirma que organizou, dentro da legalidade, substituindo uma prática que ele descreveu como “política de boca” para as contratações de empresas culturais e artistas.

Segundo ele, essa “política de boca” gerou débitos grandes na pasta, dívidas que foram reconhecidas e pagas dentro da legalidade processual.

“Entramos em abril de 2017, em uma situação não muito favorável, mas fizemos vários reconhecimentos de dívidas anteriores à nossa gestão e saneamos a grande maioria delas, todas as que foi possível pagar dentro da legalidade”, relatou.

Dilson Borges rebatou as críticas da carta aberta quanto à paralisação das políticas culturais e a condução da Secult por gestores que não possuem conhecimento sobre as demandas da cultura do Amapá.

“Começamos a trabalhar, principalmente, a questão da gestão, deixando a administração com um viés técnico, para que pudesse efetivar as políticas públicas para o segmento. A nossa visão, é que seja qualquer a pasta que for, não é preciso, necessariamente, que a pessoa seja da área, porque tudo gira em torno da gestão”, respondeu.

O secretário destacou os principais avanços que obteve à frente da Secult, entre os quais evidenciou o credenciamento dos artistas, o que possibilitou legalizar a contratação deles e de empresas de serviços de estrutura para shows e eventos.

“Através do credenciamento pudemos executar recursos de emendas parlamentares. Realizamos a Virada Afro, para vários segmentos culturais, com a prestação de contas aprovada. O credenciamento evita qualquer tipo de favorecimento e dá credibilidade à contratação. Fizemos mais de 20 pregões eletrônicos, a modalidade de maior credibilidade, em função de fazermos o credenciamento”, justificou.

Borges também enfatizou que para 2019 já estão encaminhados convênios, no valor total de, aproximadamente, R$ 4 milhões, para todos os segmentos culturais, a exemplo: do teatro que fará 38 espetáculos nos 16 municípios; mostra de cinema itinerante, também nos 16 municípios; eventos de matriz africana; música; dança; capoeira; hip hop; festival de música no meio do mundo, entre outros. Todos esses eventos serão contratados através de pregão eletrônico.

No balanço, ele destacou, ainda, o edital de produção audiovisual que patrocina 12 obras cinematográficas, no valor total de R$ 3 milhões.

Em Macapá, polícia prende dupla que roubou televisores de loja

O jovem Douglas Lobato dos Anjos, 19, e um adolescente de 17 anos foram presos acusados de roubar televisores em Macapá. A prisão dos dois aconteceu na última quarta-feira, 9.

Douglas Lobato foi levado para o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), no bairro Pacoval, enquanto que o adolescente apreendido foi entregue à Delegacia Especializada de Investigação de Atos Infracionais (Deiai).

Os dois são acusados de roubar dois televisores de uma loja no bairro Perpétuo Socorro, zona leste da capital. A prisão foi feita por uma equipe do 6º Batalhão da Polícia Militar (PM).  O tenente Josigab Oliveira ressalta que os militares foram acionados para atender uma ocorrência de furto de dois televisores em uma loja de eletroeletrônicos.

Segundo o tenente, os dois acusados foram flagrados pelos policiais carregando os dois televisores na cabeça.