Desobedecendo a lei eleitoral, prefeito de Macapá inaugura obra pública.

 

ubs-marabaixo
Foto: Ascom Prefeitura de Macapá

Um dos principais alvos da Justiça Eleitoral durante o período eleitoral: A lei que veda a publicidade institucional 9504/97 que impõe normas aos agentes públicos, entre elas: autorizar publicidade institucional dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos federais, estaduais ou municipais, ou das respectivas entidades da administração indireta.  parece ter passado inerte aos olhos do TRE/AP.

Nesta quarta-feira(21), a Prefeitura de Macapá; leia-se; prefeito Clécio Luis(REDE), “re” inaugurou a Unidade Básica de Saúde do bairro Marabaixo, que havia sido entregue à comunidade em 2014.

A estrutura física estava parada em virtude de diversos problemas em sua infra estrutura e falta de pessoal para funcionamento.

Após vários protestos de moradores do bairro, a Prefeitura fez uma reforma básica. E utilizando-se dessa ação, resolveu transformá-la em uma mega festa, com a presença de políticos com mandato, que apoiam a reeleição do atual prefeito.

O evento foi propagado pela assessoria de comunicação da Prefeitura de Macapá.

Falando em nome do prefeito, estiveram presentes no evento, os senadores Davi Alcolumbre (DEM) e Randolfe Rodrigues (REDE). Ambos apoiam declaradamente o atual prefeito à reeleição.

Justiça barra mais de 2 mil candidatos fichas-sujas nas eleições de 2016

eleicoes_2016Mais de 2 mil candidatos a prefeito, vice e vereador, para eleições municipais deste ano, foram barrados pela Justiça Eleitoral, enquadrados na lei da ficha limpa.

Isso representa 0,5% das 496 mil candidaturas registradas no Tribunal Superior Eleitoral

Das candidaturas bloqueadas, cerca de mil estão completamente fora da disputa e outras 1.300 seguem na concorrência por meio de recursos.

Entre aqueles que podem se candidatar, quase 280 são candidatos a prefeito e 120, a vice.

Já os barrados de participarem da eleição, 125 são a prefeito e 78 a vice.

Os dados representam que 17% dos candidatos barrados buscam o cargo máximo da eleição municipal

Para ter uma ideia, em 2012, mais de 300 prefeitos foram barrados com a ficha suja.

Os dados foram levantados pelo site UOL

Em Macapá, pancadaria na Universidade Federal do Amapá, impede debate entre candidatos a prefeito.

 

unifap
Foto: redes sociais

Um protesto com pouco mais de 10 estudantes da Universidade Federal do Amapá-UNIFAP, acabou cancelando o debate entre candidatos a prefeito da capital do Amapá, Macapá.

Com faixas e cartazes e gritando palavras de ordem, os universitários invadiram o local, antes de começar o evento marcado para as 18h, desta terça-feira(20).

O protesto dos universitários era contra o voto obrigatório.

unifap-2Sem a mínima segurança para dar seguimento ao debate, e temendo pela integridade física, os candidatos: Promotor Moisés (PEN), Aline Gurgel (PRB), Clécio Luis (REDE), Dora Nascimento (PT), Genival Cruz (PSTU) e Ruy Smith (PSB) foram obrigados a deixar o local, escoltados por seguranças particulares e cabos eleitorais.

Através de um assessor, o candidato Gilvan Borges (PMDB), informou que não aceitou o convite de participar do evento, temendo este tipo de manifestação agressiva.

A reitoria da UNIFAP informou ainda no local, que deve abrir processo disciplinar, visando a expulsão dos universitários que provocaram toda a confusão.

Em Macapá, cidadãos criam associação de diabetes.

diabetesO estado do Amapá será contemplado, em breve, com mais uma entidade filantrópica na área de saúde. Cidadãos de diversos segmentos da sociedade macapaense estão criando a Associação Camiliana de Diabetes do estado do Amapá.

A assembleia geral de fundação, será na próxima segunda-feira (26), 9h, no auditório do Conselho Regional de Medicina –CRM/AP e deve contar com a presença de pacientes e familiares de diabéticos e profissionais da área de saúde de todas as especialidades, previamente convidados.

Durante a reunião, será eleita a Diretoria e o Conselho Fiscal da primeira gestão da organização.

Denúncia: Em Macapá, empresa é acusada de não pagar terceirizados.

 

denunciaA empresa Odonto Prev, em Macapá, foi denunciada no Ministério do Trabalho, acusada de negligenciar o pagamento de pelo menos 20 trabalhadores contratados para a venda externa de planos odontológicos.

Os vendedores foram contratados pela Life Benefícios, representante da Odonto Prev, no Estado do Amapá.

Segundo denúncias apuradas pela reportagem do Pautanews, após três meses de trabalho, teve vendedor que recebeu entre R$ 42,00 e R$ 100,00, pelos serviços prestados.

“A empresa não assinou a carteira de trabalho de ninguém. Todos apostaram em oportunidade de emprego diante da crise, mas ninguém imaginou que fôssemos enganados”, desabafa um dos vendedores.

A jovem Evellyn Thays Campos, 23, diz que recebeu apenas R$ 142,00. “Gastei com transporte, alimentação e na hora de receber pelo meu serviço fui enganada. Foram horas e horas de sol a sol na rua vendendo planos odontológicos”. Denuncia.

Semana passada, vendedores que alegam terem sido lesados pela Odonto Prev, recorreram ao Ministério do Trabalho, na tentativa de receberem seus salários calculados e corrigidos. A lei em vigor no país estabelece que nenhum trabalhador pode ser contratado sem assinar carteira e ganhar menos de um salário mínimo (R$ 882,00).

A empresa alega que os baixos salários pagos foram calculados de acordo com a quantidade de planos odontológicos vendidos. A empresa determinou para cada vendedor a meta de 200 planos.

A reportagem do Pautanews tentou via telefone ouvir o representante da Odonto Prev em Macapá, Gleydson de Paula, mas não obteve êxito.

Vacina brasileira contra a dengue será testada em vários estados.

dengueMais quatro cidades do país iniciam os ensaios clínicos da vacina contra a dengue.

Brasília e Cuiabá começam a terceira e última fase do estudo em 5 de outubro. No dia 19 do mês que vem será a vez de Recife e Belo Horizonte.

Os testes já tiveram início em outros 10 centros de pesquisa espalhados em 13 cidades das cinco regiões do país. Alckmin resumiu o estudo e destacou a necessidade de manter ações de prevenção.

Entre os trabalhos de prevenção, estão os mutirões, que serão intensificados com mais de 30 mil agentes municipais e estaduais. O grupo fará atividades extras aos sábados para visitar imóveis e localizar criadouros do mosquito.

Nos 8 primeiros meses deste ano, São Paulo registrou 154 mil casos de dengue – queda de 77% frente ao mesmo período do ano passado.

No Amapá, municípios do Sul, estão isolados por via terrestre.

maracaViajar de Macapá, capital do estado do Amapá, até a região sul do estado, onde estão localizados os municípios de Laranjal e Vitória do Jarí, pode durar até 12 horas, para uma viagem que antes, chegava a 5 horas.

Ocorre que, em protesto contra a falta de energia, moradores da região atearam fogo na ponte que atravessa o Rio Maracá, deixando isolada toda a região do Jarí.

maraca3Para atravessar o rio, os passageiros precisam usar pequenas embarcações conhecidas como rabetas.

maraca-4As empresas de ônibus alegam prejuízos, pois precisam de 2 veículos para completar o trajeto. Algumas já deixaram de fazer viagens para a região.

Círio de Nazaré 2016 – Em Macapá, a coordenação aguarda doações de água para a festividade

cirio-aguaA Coordenação do Círio de Nazaré 2016 em Macapá deu início à arrecadação das doações de água mineral que serão distribuídas na grande procissão do Círio e nas oito romarias oficiais da festividade.

As doações podem ser feitas de duas formas: o fiel pode entregar as garrafinhas de água à coordenação, que ficará responsável por distribuí-las; ou realizar o cadastro para que, no dia do Círio, possa fazer a distribuição nas ruas por onde passa a procissão.

O cadastramento é necessário para que seja repassado o ponto onde o cidadão deverá realizar a entrega de água durante o percurso do Círio, seja em carro, caminhão ou outros tipos de armazenamento.

Além da distribuição aos fiéis, as doações também são direcionadas no dia da procissão para abastecimento de militares da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e voluntários da festividade. As quantidades de pacotes ficam a critério do participante, pois toda doação é bem-vinda.

As entregas e cadastramento de doações podem ser feitas o quanto antes na Secretaria do Círio, localizada no subsolo da Catedral de São José, com entrada pela Av. Mendonça Furtado. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, no horário de 8h às 12h e de 14h às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h.

Márcia Fonseca / Asscom Círio 2016
Contato: 98139-7609 / 99118-7183

No Amapá, MPT abre inscrições para estágio em Direito e Informática.

estagioA Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região (PRT8), Ministério Público do Trabalho PA/AP (MPT), está com inscrições abertas para o Processo Seletivo Público de Estágio 2016, para formação de cadastro de reserva nas áreas de Direito e Informática. As demandas estão distribuídas entre a sede da PRT8, em Belém, no caso de Informática, e em Belém e nos municípios de Marabá, Santarém e Macapá, no caso de Direito.

Para participar, os interessados deverão realizar a pré-inscrição por meio do preenchimento da ficha disponibilizada no site do órgão (ficha de pré-inscrição) e depois efetuar a confirmação das inscrições comparecendo à sede da Procuradoria para a qual se inscreveu, munido de Carteira de Identidade original, declaração de escolaridade, currículo atualizado e 1kg de leite em pó integral (pacote ou lata), o qual será revertido a entidades filantrópicas.

O estudante deve estar matriculado em uma das instituições de ensino superior conveniadas e ter cumprido, no mínimo, 40% da carga horária ou dos créditos necessários para a conclusão do curso, e não estar cursando o último semestre da graduação.

O processo seletivo terá validade de 12 meses, podendo ser prorrogado por igual período no interesse da administração. A jornada de estágio é de 20 horas semanais e o valor da bolsa é de R$ 850,00 acrescido de auxílio transporte de R$ 7,00 por dia estagiado.

 

Artigo; Dom Pedro Conti

A premonição do eremita

 

Pedro_ContiDom Pedro José Conti

Bispo de Macapá

Sírio era um santo eremita, um homem de Deus que vivia afastado, longe da cidade, sempre ocupado em orações, jejuns e penitências. Os homens e as mulheres simples iam ter com ele confiando nas suas palavras de sabedoria e fé. Os únicos que não gostavam dele eram o rei e os seus cortesãos. Eles moravam num grande palácio no centro da cidade e consideravam Sírio um velho doido. Certo dia, quando estava orando, o santo homem teve a clara premonição que a cidade ia ser destruída pela erupção do vulcão que, havia séculos, estava adormecido. Disse isso ao prefeito da cidade que o considerava um homem verdadeiro.

– Tenho certeza que o senhor está prevendo o certo – disse-lhe o prefeito – mas o rei nunca vai acreditar, ele somente confia nos seus magos e astrólogos.

– Chame o primeiro ministro – ordenou Sírio. Quando o ministro chegou o eremita falou:

– Diga ao rei que, há muitos anos, me dedico ao estudo dos planetas e das estrelas. Elas me disseram que logo a cidade será destruída pela lava do vulcão, que está aqui perto. O rei acreditou na premonição dos astros e mandou evacuar a cidade. Quando o vulcão acordou, todos os habitantes estavam a salvo.

Uma pequena história de mentira; um subterfúgio para convencer quem não queria acreditar. Foi para o bem do povo e do próprio rei desconfiado. Não é um convite a sermos falsos, mas um exemplo de esperteza em vista de um bem maior. Assim, podemos ler a parábola que nos é apresentada no evangelho deste domingo. Um caso da vida, infelizmente, tão comum. Um administrador desonesto que, desmascarado, deve entregar a administração. A saída que ele encontra é dar mais um golpe no patrão rico e conquistar, assim, a simpatia de alguns devedores. O surpreendente da parábola é que o patrão “roubado” reconhece e elogia a esperteza inteligente do ecônomo. O ensinamento não é um incentivo à desonestidade, mas para usar dos bens deste mundo – do dinheiro injusto – para fazer amigos. “Amigos” esses, todos especiais, uma vez que, quando acabar o dinheiro, acolherão os “filhos da luz” nas moradas eternas. Jesus está falando dos pobres, dos pequenos, beneficiados pela caridade de quem resolveu usar dos bens que administrava para socorrê-los. Alguém que foi luz na escuridão do sofrimento alheio.

O trecho do evangelho continua com outros ensinamentos que ao nosso entender lembram que a parábola foi dirigida “aos discípulos”. Para Jesus as coisas grandes são aquelas do Reino de Deus: a esperança e a vida plena que ele nos trouxe. As coisas pequenas são as riquezas deste mundo. Os cristãos devem ser exemplares nessas coisas menos valiosas para poder administrar as coisas “santas”. Devem dar testemunho de crer, acima de tudo, no valor inestimável do amor de Deus e na sua misericórdia sempre oferecida a todos.

Basta pouco para atualizar a parábola. Quantas energias de inteligência e esperteza são gastas para aumentar os lucros nesta nossa sociedade de consumo, de desperdício, de prazer e diversão! Não é questão de sobrevivência, mas de ganância mesmo. O coração humano fica insaciável, quando está a serviço do dinheiro. Estamos construindo uma sociedade, cada vez mais, desumana e excludente. As massas “sobrantes” de migrantes, empobrecidos e desempregados aumentam. Às vezes, até ações humanitárias são exploradas para enriquecimentos ilícitos e vergonhosos, às costas de multidões de sofredores sem terra, sem casa, sem pátria. É urgente que os cristãos se unam mais e aprenda m a usar a inteligência da caridade, a esperteza da solidariedade e a argúcia da fraternidade para encontrar caminhos novos. “Novos” ou antigos como a partilha e uma maior simplicidade de vida. Um grito por socorro nos vem, também, do Planeta Terra incapaz de sustentar tamanha produção de bens supérfluos, poluição, envenenamento da água e do ar, guerras e destruição. Não têm premonições de vulcões acordando. Não precisa contar mentiras sobre astros. Bastaria escutar mais a nossa consciência de cristãos e de seres humanos.